Leia a Bíblia

Leia a Bíblia

domingo, 30 de setembro de 2012

Missões - Qual tem sido o nosso posicionamento?


“... o que ceifa recebe galardão e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem. Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia e outro o que ceifa. Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam e vós entrastes no seu trabalho.” (João 04:36-38)

Projeto Missionário Ajudando o Próximo

1)  Identificação da entidade
Nome de entidade: Projeto Ajudando o Próximo

Tipo de entidade: Não Governamental
Endereço: Rua da Ex Manauto nº 1
Bairro: Sambizanga Sector nº S/ Luanda-Angola
Telefone: x244 924 209290, x244 923 768872
Email: pastorzecayegi@hotmail.com / pastorzecayegi@gmail.com

2)  Apesar das suas debilidades físicas e visuais, por ser tetraplégico e sofrer de glaucoma, Pastor Zeca é missionário e pastor evangélico, o seu coração não deixa de arder de amor e compaixão pelas pessoas portadoras de necessidades físicas, pelos seus filhos e outras crianças.
Os portadores de necessidades físicas são muitos em Angola, mais de 50 mil, tiveram pouca oportunidade de estudar, são fruto amargo do prolongado tempo de colonização e de guerra desde 1961 a 2002, e são um povo não alcançado, por conta da discriminação social da qual são alvos.
Muitos jovens, na falta de condições sociais, levam uma vida de vícios, alcoolismo, prostituição e violência. Precisam ser recuperados e descobrir nova esperança no amor de Deus. O projeto visa trabalhar com os jovens e preparar os que são cristãos (ou se tornam cristãos) para o ministério integral, para maior eficiência no serviço ao próximo.

3)  Identificação do objetivo: Tendo em conta o acima descrito, o projeto visa trabalhar com grupos, de modo a garantir a aquisição progressiva de mudanças no modo de vida dos beneficiários, a fim de realizar o trabalho de treinamento no evangelismo, o trabalho de renovação da dignidade humana dos portadores de deficiência física, para que saibam, o quanto podem ser úteis na obra de Deus e aos homens.
- Dinâmicas com crianças, reforço escolar, ensino da palavra de Deus, recreação e um lanche.
- Ensinar jovens que precisam ser recuperados dos vícios para descobrirem uma nova esperança através do amor de Deus, o dono da criação.
- Os jovens precisam de um treinamento para o ministério integral, ser capacitados para anunciarem a vontade de Deus no serviço ao próximo.
Atualmente sabe-se da importância das questões no contexto do país e das pessoas que nele convivem, a cada dia percebe-se o seu ciclo de vida de miséria e pobreza da maioria da população. A finalidade do trabalho social com portadores de deficiência física, crianças e jovens é prevenir ocorrências de decadência moral e buscar soluções É uma forma de intervenção social planejada que cria situações desafiadoras, estimula e orientam os beneficiários na construção histórica, vivências individuais, coletivas e na família, na comunidade e país.

4)    Objetivos
4.1  Geral
Garantir para os portadores de deficiência física, as crianças e os jovens, através do ensino da palavra, de ações e cuidados que visam o restabelecimento de vínculos pessoais, familiares e comunitários, mediante a oferta de experiências sócio-educativas, socioculturais, educativas formando núcleo de atividades.
   
4.2  Especificas
- Oferecer aos portadores de deficiência física, treinamento na palavra de Deus, capacitação profissional em artesanato, alfabetização, para que entendam a utilidade deles diante de Deus e dos homens;
- Oferecer às crianças o ensino da Palavra de Deus, reforço escolar, recreação, núcleos com atividades sócio-educativas, complementar a ação da família e comunidade;
- Assegurar espaço de referência aos jovens no estudo da palavra, convívio grupal, comunitário e social, desenvolver o relacionamento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo.
É preocupante a falta do engajamento das pessoas, portadores de deficiência e dos jovens na sociedade civil, enquanto sua participação é fundamental para o bem estar social. Sem esta participação, com certeza a situação social de miséria, pobreza, baixa escolaridade, laços de pertencimento e familiares abalados, estariam ainda piores.

5)    As entidades que estarão envolvidas neste projeto:
A Igreja Evangélica, a Associação Fenador em Angola; e a Associação Missão e Vida no Rio de Janeiro, a missionária Tonica (Antonia Leonora van der Meer), o grupo de evangelismo da região Senador Firmino, da IPV, todos no Brasil.

6. Metas Qualitativas
6.1 Possibilitar a ampliação do universo informacional, espiritual, artístico e cultural dos portadores de deficiência, crianças e jovens, bem como estimular seu desenvolvimento, potencialidades, habilidade, talentos e propiciar sua formação cidadã.
6.2 Oferecer atividades de treinamento do evangelho, capacitação profissional, trabalho direto com os portadores de deficiência, conscientização dos jovens e as crianças, comprometendo-os a ações na família e na comunidade, na proteção e no desenvolvimento de crianças, e jovens e no fortalecimento dos vínculos familiares e sociais.

7.)  Identificação das atividades a desenvolver neste projeto.
7.1  Portadores de deficiência física
- Incentivar as atividades da Fenador, estudos bíblicos, alfabetização, artesanato, informática, língua inglesa, lanche aos sábados, sexta básica uma vez por mês.
Crianças
- Ensino da Palavra de Deus, reforço escolar, ocupação aos tempos livres, recreação com vários divertimentos, aulas de educação cívica- buscando mudanças de comportamento, higiene e cuidados com o corpo, e outros, com as necessidades básicas, oferecer roupas novas ou usadas, lanches e brindes.



Jovens
Treiná-los na Palavra de Deus, fundamentalmente no que concerne a missão integral, estudos bíblicos, atividades criativas, palestras e discussões sobre questões de cidadania (Educação Cívica) ex: teatro, coros e participação em atividades com crianças.

8.  Necessidades
8.1.Construção de 2 salas para atividades e aulas para os portadores de deficiência e para as crianças, de 2 banheiros e 1 escritório. A Associação Fenador tem o terreno disponível, mas ainda faltam essas construções.
8.2. Meio de transporte. As distâncias em Luanda são extensas, e transporte usando carros de aluguel fica bem caro, assim para o deslocamento do Pr. Zeca à Fenador, e de outros portadores de deficiência para o quintal onde realizam estudos bíblicos é necessário esse meio de transporte. Pensamos na aquisição de um Hiasse, tipo van.

9. Orçamento mensal provisório:
9.1.1 Lanches – para oferecer às crianças e aos portadores de deficiência física - 200,00
9.1.2 Cestas básicas para os portadores de deficiência física - 500,00
9.1.3 Deslocamentos mínimos necessários enquanto não há carro - 300,00
Total mensal - 1.000,00

9.2. Orçamento Necessidades especiais
 9.2.1. -  2 salas, 1 escritório e 2 banheiros
               a ser construídos no projeto Fenador                   10.000,00
 9.2.2. - Carro tipo Van, Hiasse, disponível em Angola     15.000,00 



10.   Como você pode se envolver
Orando: Precisamos muito das orações intercessórias pelo projeto.
Indo: Você poderá nos visitar em Angola, ajudando-nos no projeto e em muitas outras áreas através dos dons que
Deus lhe deu.
Contribuindo: Financeiramente, para que os desafios sejam superados, equipamentos sejam comprados e essa realidade seja transformada pelo amor.

Ajude a transformar essa realidade.
“Ele ergue do pó o desviado e do monturo o necessitado.” (Sl 113:7)

Conta Bancária:
Banco do Brasil
Agência: 428-6
Conta Poupança: 59921-2 Variação 51

Maiores informações:

Pr. Zeca Yegi
Tim Rio 21-92066236 / Tim Viçosa/MG 31-93797641.
Luanda: Pr. Zeca 244 924 209290
                          244 914 265808
Irmã Alice 244 923 768872

Missionários Alberto e Hipátia
Telefones: (21)9987 2216/9192 3009/3016 2527

Missionária Tonica
Tel.: (31)3891 3030/9286 3068 (Tim)
CEM – Caixa Postal 5336.570.000 – Viçosa, MG

“O tempo da colheita é sempre o agora, constantemente presente.” (Billy Graham)

Amados irmãos, a palavra de Deus nos alerta que precisamos clamar ao Deus da seara para que envie trabalhadores. Deus os tem enviado, mas o que temos feito para apoiá-los?
Oswald Smith disse algo que nos serve de despertamento: “_ Se Deus quer a evangelização do mundo, mas te recusas a sustentar missões, então te opões à vontade de Deus. Deves ir, ou enviares um substituto”.

Lenilsen Nascimento


domingo, 16 de setembro de 2012

Testemunho do Pastor e Missionário Zeca Yegi Massagui

Meu nome é Zeca Yegi Massagui, sou casado com Dona Alice, temos 03 filhos e todos professamos a mesma fé em Jesus. Nasci aos dias 06 de outubro de 1959. Sou natural de Lunga, Município de Damba, na Província de Uíge – filho de pais camponeses, ambos falecidos. Atualmente moro em Luanda, no município de Sambizanga - sou membro da Igreja Cristã Evangélica de Angola.
Sou enfermeiro e Técnico de laboratório desde 1978, mas atualmente estou desempregado devido à limitação física causada por um acidente de viação em serviço, na trajetória que fazia entre Luanda e Caxito, por falta de alojamentos no local de serviço. Neste acidente tive uma fratura na 7ª vértebra da coluna dorsal, causando também uma lesão muscular. Hoje sou cadeirante. No entanto, olho para esta situação como um propósito divino, porque quando tinha saúde, não queria saber de Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador, mas Deus alcançou minha vida através das suas servas as Missionárias Tonica (Antonia Leonora) e Rosária, uma de nacionalidade brasileira e outra tanzaniana.
Esse encontro com Jesus Cristo aconteceu em 1986, na reabilitação do Centro de Medicina em Angola. Estava passando por um momento difícil, não via nada a não ser o chão, devido à posição em que tinha que estar e no leito, fiz as palavras de Jó as minhas, pois olhava para um lado e para outro e não via Deus e o pior, para mim este Deus era desconhecido. Mas quando Jesus me foi anunciado através das suas servas, a partir daquele momento o Senhor passou a ser a pessoa ideal para me ajudar a enfrentar a situação em que me encontrava.
Com a ajuda da Missionária Tonica, apesar do meu estado, fui fazendo por correspondência um curso básico bíblico para melhor conhecimento do evangelho. Dois anos depois recebi alta médica, ainda em condições difíceis, não conseguia sentar e ficava somente deitado, durante este período fiquei sem apoio espiritual e moral, porque a irmã Tonica não conhecia o bairro e a casa onde eu vivia. Mais tarde ela tomou conhecimento e foi mais uma porta que Deus abriu, pois assim recebi o batismo, um ato muito importante para minha vida espiritual que aconteceu em 28 de fevereiro de 1988, tendo sido testemunhado por ela e o jovem André, na Igreja Metodista Unida da Boa Esperança.
Em 1990, após ter mudado para um bairro distante da igreja e sem transporte, apenas minha esposa e filhos podiam ir, eu estava limitado e buscava a Deus em casa na Palavra e em oração.  Em 1993, a madrinha Tonica (eu a chamo assim por ser minha mãe espiritual), que acompanhava toda situação, viu que era necessário passar a ir à igreja, então teve a ideia de entrar em contato com a Igreja Cristã Evangélica de Angola, para implementar um núcleo de oração em casa – um ponto de pregação do evangelho, e o Senhor Deus tornou essa idealização em realidade. Dia 1º de agosto de 1994 foi dado início ao ponto de pregação no quintal da minha casa, os primeiros membros desta obra foram toda família da casa e mais cinco jovens missionários enviados pela igreja. Eu era um cooperador do evangelho, em 1997 fui consagrado a evangelista e responsável pelo ponto de pregação, mais tarde consagrado a ancião (conselheiro); em 1999, com a liderança de um pastor, fui chamado para ser o co-pastor e responsável pelo evangelismo e missões; nesta época, fui aluno do Curso Médio de Teologia. Assim fui dando continuidade a obra do Senhor – fui diretor da Escola Bíblica Dominical, presidente do Centro Evangélico de Sambizanga e presidente do Presbitério Central.
Em 07 de setembro do ano de 2003 fui consagrado a pastor, continuando na liderança até 2009, mas devido às enfermidades que me assolaram – perda da visão e inchaço dos pés, precisei deixar o cargo. Tive uma inflamação nas pernas que durou 7 meses e depois elas começaram a inflamar alternadamente – atualmente inflamam uma vez ou outra. Através da Missionária Tonica vim para o Brasil para fazer tratamento de saúde, com apoio dos irmãos do Rio de Janeiro e de Viçosa, em Minas Gerais. Eu e minha esposa Alice, fomos recebidos pelo casal de Missionários Alberto e Hipatia, no Rio de Janeiro, para tratar da vista, segundo os médicos sofro de glaucoma e para eles não havia possibilidades de voltar a enxergar, voltamos para Angola, meses depois comecei a enxergar um pouco possibilitando-me de fazer o que mais gosto, que é ler a Bíblia Sagrada, e o que parecia impossível aos homens, graças ao meu bondoso e soberano Deus, que tanto me ama, tornou-se possível. Não enxergo com perfeição, mas o Senhor tem me abençoado e estou de volta ao Brasil, agora no ano de 2012, apoiado pela Missionária Tonica e o casal Alberto e Hipátia, fazendo um curso de Missão Integral no CEM – Centro Evangélico de Missões/Viçosa – MG. Quanto ao tratamento da vista, preciso de remédios de uso contínuo - colírios e por via oral, como são de alto custo, alguns irmãos tocados pelo Espírito Santo, tem enviado estes medicamentos para Angola, pois lá não os encontramos. Estou passando também por um tratamento com Osteopata, como sempre com a colaboração de alguns irmãos, este tratamento tem me ajudado muito com relação a minha musculatura que se encontra bastante prejudicada. Sou muito grato a Deus por todas estas bênçãos.
A foto abaixo foi tirada no período de estágio do curso de missões, em uma das igrejas pelas quais passei aqui no Brasil.
Desde 2011, até o momento atual sou o responsável pela congregação, templo sede e membro do presbitério nacional. Minha esposa e meus filhos são cooperadores na obra do Senhor, ela é diaconisa, conselheira da sociedade de senhoras e diretora adjunta provincial (estadual) de Luanda; meus filhos estão no coral da igreja, o primogênito é pregador do evangelho, responsável pelos jovens e professor da EBD; minha filha também trabalha com a juventude e na EBD e o filho mais novo além de cooperar também na EBD é músico e trabalha na área de cultura e recreação. Vivem conosco alguns sobrinhos que cooperam também para a obra do Senhor. Estarei voltando para Angola e para minha família, em breve, e mais preparado para dar continuidade ao chamado do Senhor.
Por Zeca Yegi Massagui
Amados irmãos, o testemunho deste servo do Senhor, homem incansável na obra, que não mede esforço e nem olha para circunstancias vem nos alertar que precisamos fazer mais pela obra do Senhor aqui na terra. O Senhor vai requerer de nós o porquê de não cumprirmos sua convocação para irmos e pregar o evangelho a TODA criatura.
“Há necessidade de nos darmos pela vida do mundo. Uma vida fácil, que a si mesmo não se negue, NUNCA será poderosa.” (Hudson Taylor)
Lenilsen Nascimento



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O Campo é o mundo. Missões “Tarefa Suprema da Igreja”

“Filho do homem, Eu, o Senhor, o fiz por sentinela para a nação de Israel; por isso ouça a palavra que eu digo e leve a eles a minha advertência. Quando Eu disser a um ímpio que ele vai morrer, e você não o advertir nem falar para dissuadi-lo dos seus maus caminhos para salvar a vida dele, aquele ímpio morrerá por sua iniquidade; mas para mim você será responsável pela morte dele. Se, porém, você advertir o ímpio e ele não se desviar da sua impiedade ou dos seus maus caminhos, ele morrerá por sua iniquidade, mas você estará livre de culpa.” (Ezequiel 03:17-19)
 
A Tarefa Suprema da Igreja é a Evangelização do Mundo... Quando Deus amou, amou o mundo. Quando deu o seu Filho, deu-o pelo mundo. Quando Jesus Cristo morreu, morreu pelo mundo. A visão divina é uma visão mundial. Essa é a visão que Ele quer que tenhamos.”
“Se a evangelização do mundo é a tarefa mais importante da igreja, então devemos investir a maior parte dos nossos recursos nesse departamento mais importante. De outra maneira, não estaremos dando o primeiro lugar a missões, nem estaremos crendo que a Evangelização do Mundo é a Tarefa Suprema da Igreja.”
“Busque primeiramente a extensão do Reino de Deus pelo mundo inteiro, e todas as demais coisas lhe serão acrescentadas. O programa de Deus NUNCA falha.”
“Essa tarefa é extremamente importante para ser entregue a qualquer organização. Pertence à Igreja inteira... Cada crente, um missionário. Trata-se da tarefa da Igreja inteira.” “Jesus ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando e curando todas as enfermidades e doenças. Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor.” (Mateus 09:35-36) “Compaixão não é dó. Compaixão é amor em ação. Temos sido movidos pela compaixão? Se isso for verdade, faremos algo prático.”
“As companhias que exploram o tabaco enviam seus agentes às regiões mais distantes. Milhões de cigarros são distribuídos gratuitamente com a finalidade de criar novos viciados... [Elas] são mais sábias do que nós [Igreja]. Por isso, em última análise, muito se assemelha aos planos de Deus para evangelizar o mundo, e bem faríamos em copiá-las. Jamais foi da vontade de Deus que permanecêssemos em casa enquanto houver trabalho a ser realizado.”
“Quando Jesus deixou os seus discípulos há cerca de dois mil anos, encarregou-os de uma tarefa: EVANGELIZAR O MUNDO. Cristo deseja voltar. Ele anseia por reinar. É seu direito. Nesse caso, o que Ele está esperando? Está esperando que você e eu completemos a tarefa que nos deu... Cuidem de que cada nação, língua, tribo e povo o ouça.”  
 
(Trechos do livro: “O clamor do Mundo” de Oswald Smith)
 
Porque Jesus ainda não voltou? Será que nós como igreja temos participação nesta demora? O que temos feito? O que estamos deixando de fazer?
 
A Palavra de Deus nos diz: “Este evangelho do Reino será pregado em todo mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mateus 24:14)
 
Lenilsen Nascimento