Leia a Bíblia

Leia a Bíblia

domingo, 16 de setembro de 2012

Testemunho do Pastor e Missionário Zeca Yegi Massagui

Meu nome é Zeca Yegi Massagui, sou casado com Dona Alice, temos 03 filhos e todos professamos a mesma fé em Jesus. Nasci aos dias 06 de outubro de 1959. Sou natural de Lunga, Município de Damba, na Província de Uíge – filho de pais camponeses, ambos falecidos. Atualmente moro em Luanda, no município de Sambizanga - sou membro da Igreja Cristã Evangélica de Angola.
Sou enfermeiro e Técnico de laboratório desde 1978, mas atualmente estou desempregado devido à limitação física causada por um acidente de viação em serviço, na trajetória que fazia entre Luanda e Caxito, por falta de alojamentos no local de serviço. Neste acidente tive uma fratura na 7ª vértebra da coluna dorsal, causando também uma lesão muscular. Hoje sou cadeirante. No entanto, olho para esta situação como um propósito divino, porque quando tinha saúde, não queria saber de Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador, mas Deus alcançou minha vida através das suas servas as Missionárias Tonica (Antonia Leonora) e Rosária, uma de nacionalidade brasileira e outra tanzaniana.
Esse encontro com Jesus Cristo aconteceu em 1986, na reabilitação do Centro de Medicina em Angola. Estava passando por um momento difícil, não via nada a não ser o chão, devido à posição em que tinha que estar e no leito, fiz as palavras de Jó as minhas, pois olhava para um lado e para outro e não via Deus e o pior, para mim este Deus era desconhecido. Mas quando Jesus me foi anunciado através das suas servas, a partir daquele momento o Senhor passou a ser a pessoa ideal para me ajudar a enfrentar a situação em que me encontrava.
Com a ajuda da Missionária Tonica, apesar do meu estado, fui fazendo por correspondência um curso básico bíblico para melhor conhecimento do evangelho. Dois anos depois recebi alta médica, ainda em condições difíceis, não conseguia sentar e ficava somente deitado, durante este período fiquei sem apoio espiritual e moral, porque a irmã Tonica não conhecia o bairro e a casa onde eu vivia. Mais tarde ela tomou conhecimento e foi mais uma porta que Deus abriu, pois assim recebi o batismo, um ato muito importante para minha vida espiritual que aconteceu em 28 de fevereiro de 1988, tendo sido testemunhado por ela e o jovem André, na Igreja Metodista Unida da Boa Esperança.
Em 1990, após ter mudado para um bairro distante da igreja e sem transporte, apenas minha esposa e filhos podiam ir, eu estava limitado e buscava a Deus em casa na Palavra e em oração.  Em 1993, a madrinha Tonica (eu a chamo assim por ser minha mãe espiritual), que acompanhava toda situação, viu que era necessário passar a ir à igreja, então teve a ideia de entrar em contato com a Igreja Cristã Evangélica de Angola, para implementar um núcleo de oração em casa – um ponto de pregação do evangelho, e o Senhor Deus tornou essa idealização em realidade. Dia 1º de agosto de 1994 foi dado início ao ponto de pregação no quintal da minha casa, os primeiros membros desta obra foram toda família da casa e mais cinco jovens missionários enviados pela igreja. Eu era um cooperador do evangelho, em 1997 fui consagrado a evangelista e responsável pelo ponto de pregação, mais tarde consagrado a ancião (conselheiro); em 1999, com a liderança de um pastor, fui chamado para ser o co-pastor e responsável pelo evangelismo e missões; nesta época, fui aluno do Curso Médio de Teologia. Assim fui dando continuidade a obra do Senhor – fui diretor da Escola Bíblica Dominical, presidente do Centro Evangélico de Sambizanga e presidente do Presbitério Central.
Em 07 de setembro do ano de 2003 fui consagrado a pastor, continuando na liderança até 2009, mas devido às enfermidades que me assolaram – perda da visão e inchaço dos pés, precisei deixar o cargo. Tive uma inflamação nas pernas que durou 7 meses e depois elas começaram a inflamar alternadamente – atualmente inflamam uma vez ou outra. Através da Missionária Tonica vim para o Brasil para fazer tratamento de saúde, com apoio dos irmãos do Rio de Janeiro e de Viçosa, em Minas Gerais. Eu e minha esposa Alice, fomos recebidos pelo casal de Missionários Alberto e Hipatia, no Rio de Janeiro, para tratar da vista, segundo os médicos sofro de glaucoma e para eles não havia possibilidades de voltar a enxergar, voltamos para Angola, meses depois comecei a enxergar um pouco possibilitando-me de fazer o que mais gosto, que é ler a Bíblia Sagrada, e o que parecia impossível aos homens, graças ao meu bondoso e soberano Deus, que tanto me ama, tornou-se possível. Não enxergo com perfeição, mas o Senhor tem me abençoado e estou de volta ao Brasil, agora no ano de 2012, apoiado pela Missionária Tonica e o casal Alberto e Hipátia, fazendo um curso de Missão Integral no CEM – Centro Evangélico de Missões/Viçosa – MG. Quanto ao tratamento da vista, preciso de remédios de uso contínuo - colírios e por via oral, como são de alto custo, alguns irmãos tocados pelo Espírito Santo, tem enviado estes medicamentos para Angola, pois lá não os encontramos. Estou passando também por um tratamento com Osteopata, como sempre com a colaboração de alguns irmãos, este tratamento tem me ajudado muito com relação a minha musculatura que se encontra bastante prejudicada. Sou muito grato a Deus por todas estas bênçãos.
A foto abaixo foi tirada no período de estágio do curso de missões, em uma das igrejas pelas quais passei aqui no Brasil.
Desde 2011, até o momento atual sou o responsável pela congregação, templo sede e membro do presbitério nacional. Minha esposa e meus filhos são cooperadores na obra do Senhor, ela é diaconisa, conselheira da sociedade de senhoras e diretora adjunta provincial (estadual) de Luanda; meus filhos estão no coral da igreja, o primogênito é pregador do evangelho, responsável pelos jovens e professor da EBD; minha filha também trabalha com a juventude e na EBD e o filho mais novo além de cooperar também na EBD é músico e trabalha na área de cultura e recreação. Vivem conosco alguns sobrinhos que cooperam também para a obra do Senhor. Estarei voltando para Angola e para minha família, em breve, e mais preparado para dar continuidade ao chamado do Senhor.
Por Zeca Yegi Massagui
Amados irmãos, o testemunho deste servo do Senhor, homem incansável na obra, que não mede esforço e nem olha para circunstancias vem nos alertar que precisamos fazer mais pela obra do Senhor aqui na terra. O Senhor vai requerer de nós o porquê de não cumprirmos sua convocação para irmos e pregar o evangelho a TODA criatura.
“Há necessidade de nos darmos pela vida do mundo. Uma vida fácil, que a si mesmo não se negue, NUNCA será poderosa.” (Hudson Taylor)
Lenilsen Nascimento



2 comentários:

  1. Depois de falar sobre a "Tarefa Suprema da Igreja", postar este testemunho foi muito impactante. Este servo do Senhor nos mostra que fazemos muito pouco para Deus. Meu irmão, Pr. Zeca, Deus continue abençoado sua vida, que o nosso Senhor alcance muitas almas através do seu trabalho e da sua insistência face aos problemas que vive. Grande inspiração para todos nós. Verdadeira lição de superação. A paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  2. Li com muita alegria esse testemunho do Pr. Zeca, meu filho na fé, gerado no hospital de Medicina Física e Reabilitação, no contexto de guerra e carência de tudo, em Angola. Ele sofreu muito, mas uma vez colocada sua fé em Jesus como seu Senhor e Salvador sempre mostrou coragem, esperança e compromisso para servir a outros, enfrentando todas as situações sem desanimar. E Deus foi misericordioso, colocando a seu lado a irmã Alice, mulher cheia de fé, coragem e valor. Que Deus continue abençoando o ministério deles. Tonica (antonialeonora@gmail.com)

    ResponderExcluir